Proposta Educacional

Formar cidadãos capazes de desenvolver as habilidades do pensamento e da linguagem: essa é a missão da Dínamis. O trabalho iniciado na educação infantil encontra o que pode ser definido como o seu ponto mais crítico no ensino fundamental – que normalmente começa com crianças de seis anos e acaba com jovens de 15. As transformações, os desafios, as inseguranças e as descobertas que acontecem nessa fase são de vital importância para a formação da personalidade e para o desenvolvimento das competências destes futuros adultos. Também são objeto de acompanhamento de perto, por parte do corpo docente, de cada aluno, de forma individualizada.

Procuramos o tempo todo construir com os alunos ferramentas de pensamento que propiciem hábitos de estudo independentes e permanentes. Com o modelo de avaliação processual e permanente da Dínamis, mantemos o aluno estudando constantemente não só nas vésperas das provas. Nesse sentido, assumem papel fundamental no processo de aprendizado os TECs (tempo de estudo em casa) e as APR (avaliações progressivas de rendimento).

Além de comprometidas com o desenvolvimento das competências específicas, todas as matérias estão igualmente comprometidas com o desenvolvimento de diversas competências cognitivas (ferramentas ou capacidades mentais com que o pensamento processa informações e produz conhecimento).

Entendemos que não nos basta que os alunos adquiram conhecimentos, mas que possam operar esses conhecimentos com as ditas ferramentas do pensamento. São elas: classificar, seriar, ordenar, comparar, relacionar, analisar, sintetizar, abstrair, generalizar, conceituar, identificar, explicar, distinguir, observar, resolver situações-problema, coletar, organizar e apresentar dados. Essas competências cognitivas estão incluídas implicitamente nos objetivos específicos de cada matéria do ensino fundamental da Dínamis.